segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

A VITÓRIA É O RESULTADO DA LUTA

A luta venceu a arrogância, o desrespeito e a má gestão. Viva a democracia e viva os estudantes de são Paulo. Inspirados na revolta secundarista do Chile, os estudantes utilizaram a absurda ideia do governo de São Paulo de reorganização da rede escolar para impor uma derrota ao governo Geraldo Alckmin. Derrota esta, que com certeza deixou mais de que um recado aos governos que se imaginam dono do poder público e não toma decisões em conjunto com os ideais do povo. Esta lição deve ser divulgada e servir como referência para as lutas organizadas dos movimentos sociais brasileiros.
Não podemos esquecer que já é a segunda vez que os jovens de São Paulo mostram para o Brasil e o mundo o poder da mobilização. Primeiro, foi o movimento passe-livre que se transformou em um dos maiores movimentos organizados do Brasil em defesa da democracia. Agora, com essa vitória dos estudantes em defesa da educação publica, traz para o povo Brasileiro mais ânimo e com certeza novas perspectivas de luta organização em defesa da vida e da cidadania.
O momento de crise institucional, politica e econômica, provocado pelos políticos aproveitadores, sustentados na teoria neoliberal que vive e sobrevive baseado nas crises, provocadas de proposito para piorar cada vez mais a situação daqueles que vivem baseados no trabalho assalariado, escravizados pelos patrões que exploram os trabalhadores principalmente de países emergentes como o Brasil. Patrões estes, que ditam as regras dos governos que deveriam governar com os olhos voltados para seu povo. Vê-se no dia-a-dia, uma gestão publica voltada fortemente para a iniciativa privada.
Até quando vamos assistir essa forma de governo que se diz democrática gestando sem cessar em favor dos ricos e deixando os pobres cada vez mais abandonados sem terem a quem recorrer?
O que fazer para mudar esse quadro politico? Como fazer para transformar verdadeiramente a vida das pessoas que tanto sofrem com os desgovernos?
São perguntas que se responde com unidades na construção de um debate nacional em defesa de uma verdadeira democracia que realmente venha democratizar a vida das pessoas. Esse debate deve ser pautado por toda a sociedade utilizando como referência a organização dos estudantes paulistas, mostrando para os gestores públicos que o Estado é do povo e o gestor é tão somente um empregado bem pago para gerir a maquina  pública em benefício da sociedade sem discriminação.
Deve-se implementar uma busca incessante a Democratização das instituições públicas para que possa produzir resultados positivos para todos e não para alguns indivíduos que adoram se locupletar com o erário público. Segunda Mahatma GandhiNas grandes batalhas da vida, o primeiro passo para a vitória é o desejo de vencer.
Portanto, o momento que vivenciamos, traz para a sociedade esse debate que favorece ao povo brasileiro uma tomada de decisão que venha de encontro ao anseio de todos para que possamos oportunizar ao nosso país uma organização politica e social descente, responsável que possibilite trazer dignidade para todos os brasileiros que sofrem, lutam e clamam por justiça social.

Prof. João Correia
Especialista em Políticas Educativas e
Licenciado em Geografia / UFPI
Postar um comentário